O Sapo Encantado | Especial dia das crianças

O Sapo Encantado

O Sapo Encantado, Meu livro infantil favorito

Todo mundo conhece a clássica história dos contos de fada, onde um príncipe é amaldiçoado e se torna um sapo e para que ele possa voltar a ser humano é preciso receber um beijo de amor verdadeiro. E qual é a ligação disso com a postagem de hoje?! Como é dia das crianças resolvi fazer uma postagem especial e falar com vocês sobre o meu livro favorito da infância, "O Sapo Encantado".


Um sapo cantor está apaixonando pela bela e úmida rãzinha do brejo.Porém um rã-bruxa, ma-humorada com tanto derretimento, o transforma em um príncipe! Para seu horror, o sapo é levado para o castelo e obrigado a casar com a Princesa, filha do Rei . Desesperado e infeliz, ele só pensa em rever sua amada e, num impulso de amor, foge em direção à lagoa. Mas o sapo está muito mudado...Será que a pequena rã vai reconhecê-lo?

Titulo : O Sapo Encantado
Autor: Rapi Diego
Ilustrador: Rapi Diego
Tradutor: Luciano Machado
ISBN: 85-98457-78-7
Páginas : 64 
  ♥ ♥ ♥ ♥ nota pessoal


O Sapo encantado é um livro infantil criado para leitores iniciantes e teve sua primeira edição lançada em agosto de 2005. O livro foi originalmente escrito e ilustrado pelo  cineasta, ilustrador, roteirista e escritor cubano, Rapi Diego, e traduzido por Luciano Machado. Nele vemos a historia de um simpático sapo apaixonado, que costumava cantar para sua amada rãzinha e os demais animais do brejo em que vivia. Todos eram muito felizes, até que uma rã bruxa invejosa acaba amaldiçoando o sapo e o transformando em príncipe, o sapo não podia acreditar no que estava lhe acontecendo, assustado, ele pulava cada vez mais alto, tentando fugir daquela transformação que estava ocorrendo consigo, para seu descontento, passava por ali um rei triste que ao cair na gargalhada resolve levar nosso amigo sapo para o castelo, o obrigando a se casar com sua filha, a princesa. Estaria o sapo condenado a viver sem sua rãzinha? Como seria sua vida de agora em diante longe de sua amada?

Esse foi um dos primeiros livros que eu li, e tenho um carinho enorme por ele, tanto que após lê-lo ele se tornou meu livro infantil favorito.  Se vocês conhecem alguém que está começando a ler eu super indico essa leitura, ele não é um livro tão pequeno, mas também não é gigantesco então entretê a criança por um bom tempo sem chegar a cansa-la .


Vocês se lembram do primeiro livro que vocês leram? Na infância de vocês, vocês tinha um livro favorito?

14 comentários

  1. Que amor, não conhecia esse livrinho. Adorei a ideia do sapo/príncipe inverso. Se ele beijar a rã volta a ser sapinho? Um livro que eu lia bastante quando criança era A Formiguinha e a Neve, hehe ♥
    Beijinhos.
    www.prettythings.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Volta sim, ele tem a mesma proposta da estoria "original"

      Excluir
  2. Aaaah, que história mais gostosa de se ler! Adorei esse inversão de o sapo se tornando humano, se parar pra pensar deve ser mesmo um castigo deixar de ser um animalzinho de boas pra viver nesse mundo que vivemos como gente, né?
    O livro que eu mais gostava quando aprendi a ler, que seria pra mim o que "O Sapo Encantado" é pra você, foi Flicts, do Ziraldo. Até tenho ele aqui em casa, sou muito muito muito apaixonada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também tenho o sapo encantado até hoje. Deve ser um castigo sim ;_;

      Excluir
  3. Eu tinha uma coleção de clássicos que vinha acompanhado de uma fita K7, que narrava as histórias com a voz da Xuxa. Marcou muito minha vida a história do Aladdin, que era bem diferente da versão da Disney, que foi o primeiro longa/desenho que eu assisti. Foi o livro que mais me marcou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Imagino! É sempre bom relembrar as coisas da nossa infancia

      Excluir
  4. Meu livro favorito da infância foi A Vaca Voadora hauahauah vou pegar pra falar dele algum dia.kkkk
    Eu nunca tinha visto essa paródia do sapo-principe. Eu quero conhecer!

    Bites!
    Tary Belmont

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que nunca li esse, parece ser engraçadinho.

      Excluir
  5. Oii, tudo bem? Aí, estou apaixonada por essa resenha. Sabe, minha sobrinha nasceu há poucos dias e como uma tia coruja, já estou atrás de contos para ler para ela e incentiva-la a tomar gosto pela leitura e sim, esse livro vai entrar para lista. Minha sobrinha agradece. kkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AAAH que amor ♥ Leia pra essa sim, esse livro é muito bom

      Excluir
  6. Eu tenho uma memória muito forte de poucos livros da infância, mas um que li, pela escola, foi "Pequeno Pode Tudo", do Pedro Bandeira. São tantos anos (mesmo) que se passaram, que não faço ideia de como eu reagiria hoje em dia, mas certamente me marcou, para que eu consiga ainda lembrar de algumas coisas da história e do autor!

    ResponderExcluir
  7. Que fofura! Isso me lembra que meu pai sempre contava a historinha dos três lobinhos, onde eles eram perseguidos pelo porcão mau e no fim, ficavam uma semana comendo toicinho, presunto, feijoada...huiahuai adoro essas versões das histórias infantis. É curioso como alguns livros marcam a gente, né? Esses dias tava lembrando de dois que li quando nem tinha idade pra ler: Lindos Sonhos e Objetivos de vida para crianças.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caraca! Que legal... Essas historinhas inversas são muito boa, ão tinha conhecimento da dos três lobinhos, mas vou ver se leio ela depois.

      Excluir